Como ter uma alimentação saudável

Ter uma alimentação saudável é essencial para alcançar uma maior qualidade de vida. Nos dias de hoje, o abuso de alimentos ricos em gorduras saturadas, sódio e açúcares é um gatilho para doenças como infarto, derrame, hipertensão, obesidade, diabetes e até câncer. A má alimentação e os transtornos alimentares são constantes devido à correria da vida nessa era da tecnologia onde as pessoas sempre querem que tudo aconteça de forma rápida e a alimentação não fica fora disso. Os mais queridinhos acabam sendo fast foods, alimentos congelados, frituras em geral, entre outros. As consequências disso para a saúde são muito graves, seja a nível físico com mal nutrição, seja a nível psicológico e emocional.

Para evitar esses transtornos, segue algumas dicas para você ter uma alimentação saudável:

-Evite alimentos gordurosos, pois eles retardam o esvaziamento do aparelho digestivo e demoram mais para ser digeridos. De uma maneira geral, comer bem significa combinar um pouco de tudo: pão, legumes, verduras, frutas, peixes, carnes e derivados do leite.

-Faça refeições leves. Comer em excesso, seja o que for, não é nada saudável, pois pode dificultar a digestão dos alimentos.

-Faça substituições. Tente substituir alimentos mais pesados e gordurosos por versões mais leves sempre que possível.

– Coma devagar. Seu aparelho digestivo tem um ritmo próprio para movimentar os alimentos. Fazendo as refeições com calma, você ajuda a digestão e evita a sensação de inchaço.

– Mastigue bem os alimentos para que pequenas partículas de alimento sejam mais facilmente digeridas e absorvidas. Refeições apressadas e alimentos mal mastigados dão muito mais trabalho ao estômago.

-Deixe o açúcar de lado. Alimentos que têm uma grande quantidade de açúcar refinado são dotados de processos químicos na sua produção e possuem altíssimo índice de glicose, que aumentam os índices de glicemia do corpo.

– Evite dormir logo após as refeições. Deitando, a possibilidade de regurgitação (volta do alimento do estômago para o esôfago) é maior.

Procurar orientação de um profissional para o planejamento alimentar também é de extrema importância. Ele fará uma dieta balanceada repondo o que realmente falta no seu corpo.

Como evitar a Queda de Cabelo

A perda dos cabelos é um problema comum que atinge milhões de pessoas em todo o mundo. Homens, em geral, são os mais afetados pela calvície ou alopecia androgenética, embora muitas mulheres também sofram deste tipo de problema. A calvície é a falta de cabelos na cabeça e inúmeros fatores podem causar essa situação. Por um lado, dependendo da causa, há maneiras diferentes de lidar com o problema. Por outro, algumas pessoas acabam aceitando a calvície e optam por assumi-la.

A queda de cabelo é uma queixa mais comum entre as mulheres e pode ter diversas causas como, por exemplo, doenças da tireoide, deficiência de ferro, amamentação, doenças infecciosas e autoimunes, entre outras. Aqui vão algumas dicas para evitar a queda de cabelo:

  • Não dormir sobre os cabelos molhados;
  • Não prender os cabelos molhados, a menos que seja um coque bem solto e que isto não seja frequente;
  • Lavar os cabelos somente quando for necessário, com shampoo e condicionador adequados ao seu tipo de cabelo;
  • Evitar usar o secador, prancha, alisantes e outros produtos químicos que danificam a raiz e o comprimento do cabelo desnecessariamente;
  • Não lavar os cabelos com água muito quente, a ideal é a morna;
  • Pentear os cabelos com pentes de cerdas largas;

Conforme envelhecemos, nossos fios de cabelo vão se tornando cada vez mais finos e ralos. Ter queda de cabelo é normal, cerca de 50 a 100 fios de cabelo caem da cabeça de todas as pessoas diariamente, mas algumas pessoas apresentam um estado mais grave de perda de cabelo. Isso pode ser um sinal que sua saúde não deve estar muito bem, e portanto, indicamos que consulte um médico especializado.